Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A 3ª face

Sex | 25.08.17

Rumei p'ra norte

 

P8220110.JPG

Diz-se que, em Agosto, o país ruma para sul. Mas eu, este ano, experimentei inverter a marcha e ir descobrir como se passa o Verão nas praias do norte. E fiquei agradavelmente surpreendida!

Surpreendeu-me a quantidade de turistas que, pelos vistos, estão a visitar o nosso país, de norte a sul. Ouve-se muito português mas também várias línguas estrangeiras. As esplanadas encheram-se de petiscos, de conversas animadas entre amigos e de sorrisos. Há passadiços onde as pessoas não se atrapalham e onde correm crianças em segurança. É Portugal a recuperar e a mostrar o que tem de melhor: aquilo que é único, típico e tradicional de cada região. É, sem dúvida, a valorização do património que  confere este charme e oferece deslumbramento a quem nos visita.

E o que posso destacar? De forma inconsciente, escolhi aquilo que o presente soube guardar do seu passado para mostrar aos outros com orgulho:

 

Praia da Costa Nova

O colorido das imagens emudece-nos as palavras. Os palheiros humildes de antigamente deram lugar à riqueza de uma terra que está, cada vez, mais irresistível. Estacionei no meio de uma lenda piscatória? Recuei ao início do século XX? Difícil foi sair deste quadro pintado a óleo de várias cores e partir!

 

 

P8220248.JPGP8220189.JPGAinda há trabalho a fazer. O passeio demorado e atento pela marginal faz adivinhar que foram os "enteados" da terra que mais investiram em preservar a traça tradicional: as sardinheiras, as tabuinhas nas janelas, as riscas na empena frontal, as varandas ripadas... Os filhos da Costa Nova, para os quais este património são apenas as paredes de uma vida sofrida, terão outras prioridades e necessidades (assim é em todas as terras).

 

Póvoa do Varzim

Estacionar no final da marginal é a melhor opção para quem visita a Póvoa pela primeira vez. Deparamo-nos de imediato com o painel de azulejos que convida a absorver a história poveira. A empatia por esta terra é imediata, despoletando um sentimento de pertença para com este povo tão sofrido e corajoso. 

As cenas retratadas neste painel aguçam a curiosidade e foi inevitável recorrer ao Google para saber mais pormenores.

P8230510.JPG

Poucos vão à praia da Póvoa. Acho que a maioria vive na praia durante os meses de Verão. Literalmente.

O extenso areal é uma urbanização de ruas incontáveis mas bem identificadas, onde os vizinhos convivem à porta de casa. As riscas azuis e verdes mantêm o charme típico dos anos 20 e eu, quando espreitei o mar, acreditava que iria ver banhistas de fato de banho às riscas, prolongadas até aos joelhos.

P8230422.JPG

P8230494.JPG

 

 Moledo

 Uma praia vigiada por Espanha, onde um antigo forte ainda flutua.

 

OI000080.jpg

É obrigatório subir à esplanada do "Paredão 476" para contemplar o pôr do Sol. A criatividade associada à  reciclagem de materiais e velharias tornam a decoração deste bar um pequeno lugar de culto. Muito bom!!!

 

moledo.jpg

 

OI000089.jpg