Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A 3ª face

Qua | 27.01.21

Sara arco-íris, a colecionadora de cores

Desafio dos lápis de cor, #2 Castanho

A 3ª face
    12 de Fevereiro, 18.00 h - Porra! Estou farta disto! Sara esperava que o elevador chegasse ao 10º piso do hotel para a embalar até ao chão. Desde as nove da manhã que estava na sessão fotográfica - raio dos produtores que nunca se satisfazem com os milhares de fotos que lhe roubam por minuto -, comera uma mísera salada e uma lata de bebida energética, cujo efeito já estava a passar. Desde meados de Janeiro, quando regressou ao trabalho, o ritmo era este.   O elevador (...)
Ter | 26.01.21

O amor nos tempos de Covid

A 3ª face
  Ele esperou por ela um pouco mais acima. Estendeu-lhe a mão. Ela agarrou-a, levantou-se e foi. Dançam agora os dois, pés ligeiros a pisar as nuvens (sorridentes e aconchegados, como há sessenta anos atrás, nos bailaricos da aldeia, quando se apaixonaram), indiferentes à dor dos filhos e dos netos. É que as lágrimas caem no chão. Não sobem ao Céu!   Em homenagem aos casais que têm partido com poucos dias ou horas de diferença, vítimas de Covid (conheço alguns)    
Sex | 22.01.21

A vida é um talego

A 3ª face
    Ao fim de umas décadas, percebes que não passas de uma gaveta cheia de retalhos, uns mais coloridos e estampados, outros mais escuros e discretos. Não "aventes" * nenhum! Fazem todos parte de ti.   Conjuga-os de acordo com o teu gosto pessoal porque de quantos mais retalhos fores feita, mais possibilidades de os conjugar terás. A tua vida a ti pertence e para costurar o teu talego, não peças opinião alheia pois ninguém colocará os retalhos da mesma maneira. Alterna-os (...)
Qua | 20.01.21

Sara arco-íris, a colecionadora de cores

Desafio dos lápis de cor, #1 azul marinho

A 3ª face
    Não conseguiu precisar o tempo em que esteve perdida de si. Talvez meses, talvez semanas. Dias tão vazios como a sua própria mente.  Durante esse tempo, o que mais a incomodou foram as frases balofas de motivação, que toda a gente lhe oferecia sem serem solicitadas, como se fossem bons dias…mas a verdade é que uma delas estava certa: Quando se chega ao fundo do poço, a única coisa que podes fazer é ir para cima.   1 de Janeiro, 0.00 horas Noite fria de passagem de ano. (...)
Ter | 19.01.21

O estranho caso da trela sem cão

A 3ª face
    Correu ontem nas redes sociais a entrevista ao Presidente da Câmara de Cascais, em que este paradigmizava o incumprimento do confinamento com pessoas que andam a passear trelas sem cão.   Cá a mim não me espanta nada. Cada qual passeia o “fofi” que tem. E para muitos, o cérebro não passa de um animalzinho de companhia. Tão pequeno, tão vazio, que quando o levam a passear, mesmo à trela, se evapora na rua e ninguém o vê.   Grande, grande, só este povo português! De (...)
Sex | 15.01.21

Agora é que vamos ver a cor da escrita

A 3ª face
    Quem disse que a escrita não tem cor? Pois nas próximas semanas, vão ver por aqui (e não só) como se pinta com palavras! Não resisti ao desafio proposto pela minha querida Fátima, do blog Porque eu Posso, e nas próximas 12 semanas, vou pintando histórias de cores diferentes.   Mas não desejo ficar por aqui.  O que quero é oferecer-vos uma caixinha de lápis e convidar-vos a aderir a este desafio!   Os (...)
Qua | 13.01.21

Nunca desconfinei

A 3ª face
    Às portas de um novo confinamento, o que vai mudar na minha vida? Quase nada. A nível profissional, e porque sou daquelas privilegiadas (e agradeço taaaanto por isso) que não terá o trabalho em risco, aguardo directrizes. Provavelmente continuarei com horários desfasados. Ou turnos semanais… pouco importa.   A nível pessoal, a vidinha vai correr igual, desde que o sr. Corona se instalou em Portugal. Trabalho – casa - compras esporádicas no supermercado - desinfectar compras. Desde Março, bebi café num estabelecimento uma única vez, enquanto aguardava uma consulta médica.
Ter | 12.01.21

Cascas contra o frio

A 3ª face
   E este friozinho, hein? Gastamos mais energia para proporcionar o aquecimento em casa, sem dúvida. Mas há pequenos gestos sustentáveis que podemos desenvolver ao longo do ano e que se repercutirão em menos lixo e ...menos acendalhas. Um deles é guardar as cascas de frutos secos e usá-las nas lareiras ou salamandras. Por serem de fácil combustão, fazem o papel de acendalha, dando início a mais um serão de conforto.   Se, tal como eu, consomem muitos frutos secos com casca (...)
Seg | 11.01.21

Somos meia dúzia de gatos pingados. Com dúzia e meia de infectados.

A 3ª face
    O ano novo trouxe a esperança de dias melhores, sobretudo a nível da pandemia. A esperança na vacina… a diminuição dos números…   E, sem dúvida, a primeira semana de 2021 fez-nos desejar ter 2020 de volta. Da palhaçada na casa-modelo  da Democracia (querem eles fazer-nos crer!) aos números do COVID e o inevitável regresso ao confinamento… 2021 está a portar-se muito mal! Ora eu vivo numa terra relativamente pequena e a pandemia, por aqui, não fez grandes estragos (...)
Seg | 04.01.21

Primeira poupança do ano: a agenda

A 3ª face
    Eu sou daquelas que não dispensa a agenda em papel. Gosto de folhear os dias entre as mãos, apontar  compromissos e anotar eventos e lembretes. Nos últimos anos, as minhas agendas têm sido as sobras daquelas que não vendo nos mercadidnhos de Natal, forradas com as capas catitas que costuro.   Todavia, este ano apenas comprei agendas à medida das encomendas que apareceram. Resultado: nada de sobras. Mas ainda tinha guardadas 2 agendas de 2017… e estamos em 2021... ...hum… Ne (...)