Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A 3ª face

Sex | 17.01.20

Passatempos que eu não me importava de ganhar #3

 

Eu quero tuuuuudo!

 

81738272_146999640055080_7689569190306381824_o.jpg

Prémio:    viagem aos Açores

Selecção de 1  vencedor: texto  criativo

Data limite:   19  de Janeiro (1º desafio)

Participar: aqui

 

82567202_3654575517916322_2658993714419990528_o.jp

Prémio:    1 par de sapatilhas por mês

Selecção de 1  vencedor: sorteio

Data limite:  20   de Janeiro

Participar: aqui

 

81960389_2103738779728676_5127704804075765760_o.jp

Prémio:     creme de noite Slow Age

Selecção de 1  vencedor: sorteio

Data limite:   19  de Janeiro

Participar: aqui

 

5e17522e3d431.jpeg

Prémio1.000€ de combustível grátis  

Selecção de 1  vencedor: sorteio

Data limite:   29  de fevereiro

Participar: aqui

 

82286792_2491680887607173_1816696064409862144_o.jp

Prémio:    relógio Timberland Sherbrook

Selecção de 1  vencedor: sorteio

Data limite:  22   de Janeiro

Participar: aqui

 

82627181_3084911014852473_1643829184138575872_o.jp

Prémio:     dois Smartwatch Xanes A6s

Selecção de 1  vencedor: sorteio

Data limite:   14  de Fevereiro

Participar: aqui

 

82946653_4124594240899495_2531775026470846464_o.jp

Prémio:    Carteira Azul marinha da TIFFOSI

Selecção de 1  vencedor: sorteio

Data limite: 16    de Fevereiro

Participar: aqui

 

82162341_10157351942974405_851802678924148736_o.jp

Prémio:    pack de 3 livros do Pedro Vieira

Selecção de 1  vencedor: sorteio

Data limite:    19 de Janeiro

Participar: aqui

 

82484857_180123916705547_3214404286544871424_o.jpg

Prémio:    saco de Maternidade

Selecção de 1  vencedor: sorteio

Data limite:   21  de Janeiro

Participar: aqui

 

82777575_1579294632208731_6983835321167249408_o.jp

Prémio:    sweat

Selecção de 1  vencedor: sorteio

Data limite:   31  de Janeiro

Participar: aqui

 

83039726_1533217826827762_8559898438295093248_o.jp

Prémio:    caneca com o desenho impresso, produtos Mimosa e 5 kits de desenho

Selecção de 5  vencedores: sorteio

Data limite:     24 de Janeiro

Participar: aqui

 

82596457_1259457381110073_7034017985341685760_n.jp

Prémio:    3 kits completos Organic Cup

Selecção de 3  vencedores: sorteio

Data limite:   26  de Janeiro

Participar: aqui

 

Sem Título.png

Prémio:    ampolas concentradas em Vitamina C

Selecção de 1  vencedor: sorteio

Data limite:   19  de Janeiro

Participar: aqui

 

Sem Título.png

Prémio:    estante  antartemoveis

Selecção de 1  vencedor: sorteio

Data limite:   23  de Janeiro

Participar: aqui

 

Sem Título.png

Prémio:     máquina de lavar roupa, modelo L6FBG844, com Programa Outdoor 

Selecção de 1  vencedor: sorteio

Data limite:    22 de Janeiro

Participar: aqui

 

Sem Título.png

Prémio:    cabaz vegan

Selecção de 1  vencedor: sorteio

Data limite: 31    de Janeiro

Participar: aqui

 

Sem Título.png

Prémio:    conjunto Encanto Alluring e 1 conjunto Encanto Charming 

Selecção de 2 vencedores: sorteio

Data limite:  18   de Janeiro

Participar: aqui

 

Qui | 16.01.20

Os símbolos do consumo responsável

 

A consciencialização do consumidor perante as alterações ambientais (entre outros factores) tem implicado uma maior exigência em relação à origem dos produtos.

No momento da compra, a visualização de selos e símbolos é uma estratégia importante para auxiliar a escolha dos produtos.

O que é bom.

Mas, percebendo este mecanismo psicológico, muitas marcas optam por conceber selos próprios, sem certificação independente e que, na verdade, podem não significar nada. Apenas criam  impacto visual e apelam ao consumo.

 

E vai daí, pesquisei os principais símbolos OFICIAIS, que certificam a origem e o modo de produção consciente.

São sobretudo estes que deveremos conhecer e reconhecer, aquando da consulta do rótulo.

Espero que vos ajude tanto quanto a mim.

 

Eurofolha

Sem Título.png

O Eurofolha é o símbolo que identifica obrigatoriamente todos os produtos alimentares  biológicos pré-embalados na União Europeia, regulados por normas previstas em legislação específica, controlada e certificada por organismos acreditados.

O símbolo garante que, pelo menos, 95% dos ingredientes do produto foram produzidos em modo biológico.

Este logótipo exige que os alimentos não contenham organismos geneticamente modificados (OGM), intensificadores de sabor, aromas e corantes artificiais. Não podem ser usados herbicidas sintéticos nem fertilizantes minerais facilmente solúveis.

 

Ecolabel

ecolabel.png

OEcolabel é o certificado europeu que garante que o produto é ecológico e de qualidade.

 

Fairtrade

fairtrade.png

A Fairtrade promove melhores condições de trabalho e de vida aos pequenos agricultores e trabalhadores em África, na Ásia e na América Latina. As normas Fairtrade são controladas por organismos independentes e incluem critérios relativos a estruturas organizacionais democráticas, protecção ambiental e condições de trabalho seguras.

 

FairTrade cocoa program

cocoa fairtrade.png

O programa Fairtrade para o cacau (Fairtrade Cocoa Program) concede aos produtores de cacau uma oportunidade adicional de vender quotas superiores das suas colheitas segundos condições Fairtrade. Ao contrário da certificação Fairtrade clássica, este programa visa a compra justa de matérias-primas e não a composição e certificação de produtos individuais.

 

Certificado UTZ

utz.png

O UTZ é um programa de sustentabilidade referente a café, cacau e chá. O programa transmite aos produtores as boas práticas agrárias e demonstra como podem cultivar café, cacau e chá de forma mais profissional, com maior qualidade, maior rendimento e mais sustentabilidade. Os produtores participam ainda em acções de formação focadas em gestão empresarial, segurança no trabalho e gestão ambiental.

 

Certificado Rainforest Alliance

rainforest.png

O selo identifica produtos em que a totalidade ou a maioria dos ingredientes tem a sua origem em explorações e florestas certificadas pela Rainforest Alliance. Estas incluem critérios relativos a protecção ambiental, responsabilidade social e sustentabilidade económica. As directrizes foram desenvolvidas para proteger e conservar espécies de animais e plantas, os solos e o meio aquático. Em simultâneo, pretendem melhorar as condições de vida dos trabalhadores e das comunidades locais.

 

Certificação RSPO

rsf.png

A Roundtable on Sustainable Palm Oil é uma iniciativa global que tem por objectivo normalizar a utilização de óleo de palma/palmiste sustentável. O selo exige métodos de cultivo mais sustentáveis das palmeiras. Assim, pretende-se lesar menos o ambiente. Os critérios para receber a certificação são de cariz ecológico e social.

 

Certificação FSC

fsc.png

A Certificação da Gestão Florestal (Forest Stewardship Council) é específico para o sector florestal e para os produtos lenhosos e  garante que  o produto  é proveniente de explorações que cumprem os requisitos da boa gestão florestal.

 Existem três logotipos FSC aprovados pelo FSC para uso internacional, que distinguem o produto em três categorias com base na percentagem de madeira certificada ou conteúdo reciclado:

f.png

 

Certificado  GOTS

textil.png

O Global Organic Textile Standard (GOTS) define, internacionalmente, critérios para o fabrico de têxteis de fibras naturais certificadas e produzidas de forma biológica, para toda a cadeia de abastecimento de têxteis. Estes critérios contemplam o cultivo biológico controlado das fibras, a produção sustentável em termos ambientais e sociais, bem como uma identificação uniforme dos produtos. Apenas produtos de têxteis, contendo no mínimo 70% de fibras naturais, produzidos de forma biológica, podem ser certificados conforme o GOTS.

 

Certificado OCS

algodao.png

 O Organic Content Standard 100 (OCS 100) e o Organic Content Standard blended (OCS blended) permitem às empresas registar, com precisão, a percentagem de matéria-prima ecológica utilizada. Este padrão pretende monitorizar a utilização das fibras naturais certificadas e produzidas de forma biológica até ao produto final. Ao contrário ao GOTS, o OCS não abrange requisitos quanto aos aditivos químicos utilizados e às orientações de gestão ambiental, bem como à responsabilidade social da empresa. Dependendo da proporção da fibra cultivada, em regime biológico, na mercadoria certificada, é utilizado o selo OCS blended (teor de, no mínimo, 5% fibras biológicas) ou o selo OCS 100 (teor de, no mínimo, 95% a 100% fibras biológicas).

 

Selo MSC

pesca.png

O MSC (Marine Steward Coucil) promove a pesca sustentável através de um programa de certificação voluntário para pescarias e empresas que se submetem a uma avaliação levada a cabo por certificadores independentes.  

Os padrões adoptados são consistentes com os códigos de melhores práticas e com as  directrizes fornecidas pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), ISEAL e a Iniciativa Global de Produtos do Mar Sustentáveis (GSSI). Estas análises envolvem académicos, ONGs parceiras, governos e indústrias

 

Selo ASC

asc.png

O selo ASC (Aquaculture Stewardship Council) garante que o produto proveniente da aquacultura cumpre os requisitos do Programa de Certificação e Rotulagem para a Aquicultura Responsável.  

 

V -Label

vegan.png

O V-Label identifica produtos vegetarianos e vegan e comprova a verificação dos ingredientes e da produção por uma organização independente.

 

 

Qua | 15.01.20

Meias poupanças

 

funny-629675_1280.jpg

 

Finalmente, roubei ao tempo uns minutinhos para arrumar as minhas gavetas da roupa anterior, nomeadamente das meias e collants.

As meias são para usar nos pés mas muitas vezes, terminam em dor de cabeça, certo?

Ou porque uma delas desaparece, ou porque se rompe… ou porque os tons são parecidos mas morremos de medo de trocarmos os pares e alguém notar…

E lá fica metade da gaveta com meias soltas, como se fossem solteironas encalhadas à espera do príncipe encantado.

  

Pois ao tentar conjugar os pares desirmanados, lembrei-me de partilhar uma estratégia de poupança que adaptei há algum tempo: poupança de dinheiro, de tempo e de irritações.

 

Passei a comprar meias todas iguais, seja para os homens da casa, seja para mim.

Normalmente, opto por packs com vários pares, quando o preço compensa (nunca se esqueçam de comparar o preço unitário!)

Agora, na hora de arrumar meias, basta-me dobrá-las.

Se uma se romper, há outra igual que a substitui.

Acabou a acumulação de meias “solteiras”, que nunca mais poderão ser usadas.

Evita-se a compra de novos pares, só porque uma se estragou ou desapareceu.

E poupam-se muitos euros anuais.

 

IMG_20191231_142303.jpg

 

Quem mais já faz isto?

Seg | 13.01.20

Esperança e o Desafio dos Pássaros

 

angel-2591973_1280.jpg

 

Um pássaro não tem estradas no céu mas sabe  para onde vai.

Pode fazer milhares de quilómetros para chegar  ao destino e nunca se perde.

 

Quando me juntei ao bando que, durante 17 semanas, respondeu ao desafio de abordar um tema surpresa, senti-me muito ansiosa. Até porque adicionei um desafio pessoal: escrever uma história, apesar de desconhecer o tema seguinte.

 

Muitas vezes me arrependi.

Muitas vezes me sentei frente ao computador sem ter a mínima ideia do que escrever.

Muitas vezes comecei com uma ideia e o texto terminou completamente diferente.

 

O último desafio foi de luz e sombra, ipsis verbis.

Na manhã de sexta-feira continuava às escuras. E o post teria de ser publicado às 15.00 horas…

Todavia, como sempre, assim que comecei a escrever, a história ganhou vida própria e escorreu para o ecrã.

Como se fosse um pássaro que abre as asas e ruma ao destino que desconhece mas sabe qual é.

 

O primeiro desafio terminou.

Poderia chamar-lhe  “A Esperança e o desafio dos pássaros”

 

Agora estou aqui a pensar se a deixo ser feliz sozinha – como jurou no final – ou se a convido para participar na segunda temporada do Desafio.

 

O que acham?

 

Aqui fica a reconstituição da história, para facilitar a leitura:

 

tema #1

tema #2

tema #3

tema #4

tema #5

tema #6

tema #7

tema #8

tema #9

tema #10

tema #11

tema #12

tema #13

tema #14

tema #15

tema #16

tema #17

Sex | 10.01.20

Passatempos que eu não me importava de ganhar #2

 

e3fdedae39d68d3e3a4eb4ff20fa953a.jpg

Prémio:   250 € em cartão Pingo Doce

Selecção de 4  vencedor: frase criativa

Data limite:  7  de Fevereiro

Participar: aqui

OBS: Implica compra

 

81966823_2252266245067579_3000092281832210432_o.jp

Prémio:   cadeira de passeio

Selecção de 1  vencedor: sorteio

Data limite: 11   de Janeiro

Participar: aqui

 

80830261_2730697903655639_6589361129288368128_o.jp

Prémio:   𝗯𝗮𝗹𝗮𝗻𝗰̧𝗮𝘀 𝗣𝗶𝗰 𝗕𝗼𝗱𝘆𝗦𝘁𝗮𝘁𝗶𝗼𝗻

Selecção de 5  vencedores: sorteio

Data limite:  19  de Janeiro

Participar: aqui

 

81200799_2795975403799812_6713910185825402880_o.jp

Prémio: Fula Nativos  

Selecção de 1  vencedor: receita criativa

Data limite:   12 de Janeiro

Participar: aqui

 

81981815_2091021524333735_2627753432273911808_o.jp

Prémio:   fluido aperfeiçoador Lierac

Selecção de 1  vencedor: sorteio

Data limite:  14  de Janeiro

Participar: aqui

 

81634166_2663793043741737_2111930960990699520_o.jp

Prémio: Vichy Liftactiv Collagen Specialist  

Selecção de 1  vencedor: sorteio

Data limite:  12  de Janeiro

Participar: aqui

 

81973095_2567927406760047_956270091882725376_o.jpg

Prémio:  cabaz prozis

Selecção de 1  vencedor: sorteio

Data limite:  11  de Janeiro

Participar: aqui

 

81652863_2483728868403557_8100766786540011520_o.jp

Prémio:   Cadeirão

Selecção de 1  vencedor: sorteio

Data limite:   19 de Janeiro

Participar: aqui

 

AE_PET_Passatempo.jpg

Prémio:    cabaz de produtos Pet

Selecção de 1  vencedor: sorteio

Data limite:  18  de Janeiro

Participar: aqui

 

Sem Título.png

Prémio:   aquecedor

Selecção de 1  vencedor: sorteio

Data limite:  31  de Janeiro

Participar: aqui

 

Sem Título.png

Prémio:    Headphones Wireless da Baseus

Selecção de 1  vencedor: sorteio

Data limite:  18  de Janeiro

Participar: aqui

 

Sem Título.png

Prémio:   peça de decoração

Selecção de 1  vencedor: sorteio

Data limite:  2  de fevereiro

Participar: aqui

 

Sex | 10.01.20

Desafio dos pássaros #17

 

Tema da semana: Luz e sombra

 

 

O cuco é um pássaro que não faz ninho nem cuida dos filhos. Tem mais que fazer.

Por isso, procura o ninho de outra ave e coloca lá o seu ovo.

 

Sei-o bem.

Desde que a minha mãe me abandonou que oiço as comparações.

- A tua mãe é como os cucos. Deixou-te no ninho dos avós e desapareceu.

 

E depois, vinha o comentário sobre o meu pai.

- O teu pai é um belo pássaro. Poisou, deixou a semente e foi-se embora.

 

Por isso, desde pequenina que, em momentos de extrema tristeza, acredito que sou um pássaro. E que voando, posso transformar-me naquilo que sou e fazer desaparecer a dor.

Subo para um sítio alto e lanço-me.

À conta disso, quebrei alguns ossos e iniciei o acompanhamento psiquiátrico.

 

Até hoje, nenhum especialista conseguiu contrariar a teoria do povo lá da aldeia.

A minha mãe é um cuco.

O meu pai é um pássaro.

Eu hei-de transformar-me em ave e voar…

 

Tal como combinado, os meus avós vieram hoje buscar-me ao hospital.

Estou de regresso ao ninho. Aquele que a minha mãe não fez. Mas que afinal sempre foi meu.

 

O internamento na psiquiatria fez-me bem.

Não pelo tratamento mas pelo que conheci.

Cada pessoa é um mundo de luz e sombra.

É sempre mais fácil escolher a sombra.

Mas descobri que quem luta e afronta a sua própria escuridão, descobre a luz.

 

Caminho entre o meu avô e a minha avó.

Envelheceram nestas semanas em que permaneci no hospital.

Dão-me a mão e um sorriso cheio de amor.

Se sou um pássaro, está na hora de abrir as asas.

Voar em direcção à luz.

 

Pela primeira vez, compreendo o significado do meu nome.

O mesmo da minha madrinha.

Na escola, era gozada e chamavam-me Pança.

 

O meu nome é Esperança.

E juro que hei-de ser feliz!

Qui | 09.01.20

Até à última ensaboadela

 

IMG_20200101_193235.jpg

 

Usam sabão sólido?

(Caso não, está na altura da mudança, evitando o desperdício de plástico devido aos frascos de gel)

O que fazem aos restinhos que já não conseguem ser usados?

Espero que não os desperdicem!

 

Eu vou guardando.

Depois coloco-os dentro de um pequeno saco de algodão e esfrego-me com ele.

Mas se não tiverem uma saquinho de algodão, também podem usar um saco de mousseline ou uma meia de lycra. Convém ser um tecido fino e pouco absorvente para que o sabão seque entre os usos.

 

Mas há outra alternativa:

podem ralar essas aparas, dissolvê-las em água quente e  fazer sabonete líquido.

 

O que importa é poupar e não gerar desperdício!

 

 

Qua | 08.01.20

Lufa, para que te quero

 

IMG_20200101_155238.jpg

 

A lufa é uma trepadeira, da mesma família do pepino e das melancias e é conhecida como esponja vegetal.

A esponja é a parte interna fibrosa da fruta que pode (e deve) ser usada quando seca, como alternativa às esponjas e esfregões sintéticos, seja para lavar a loiça e limpezas, seja para a higiene pessoal.

As sementes devem ser plantadas entre Março e Abril e a colheita realiza-se em Agosto/Setembro, quando a casca da lufa se mostra acastanhada e estaladiça.

A esponja é completamente compostável e no fim de vida pode ser colocada no compostor.

 

IMG_20190910_200412.jpg

 

Mas podemos inovar.

Fiz uma experiência que foi um sucesso de vendas: fatiei a lufa e juntei ao sabão.

Neste caso, usei uma base de glicerina vegetal: basta derreter, adicionar o corante alimentar a gosto e as essências naturais.

E rapidamente temos sabonete 2 em 1 de morango, laranja, maçã, limão...

 

Quando terminar o sabonete, ficará o esponja para continuar a usar.

 

IMG_20191217_205738.jpg

 

O que acham do resultado?

 

e.png

 

l.png

 

v.png

 

Ter | 07.01.20

Como ganhar uns trocos extra

 

financing-2379784_1280.jpg

 

Ontem, publiquei as minhas metas de poupança para 2020.

O post arrastou-se na reciclagem e hesitei muito, antes de publicá-lo.

Afinal, tem a ver com a minha vida, que não é igual a nenhuma das vossas. 

Quando optei pela publicação, tive apenas um objectivo: demonstrar que qualquer um pode poupar e conseguir alguns trocos extra, sem vender um rim.

E provar que todos temos recursos e competências para explorar e rentabilizar.

E tal como prometido, deixo aqui algumas dicas que têm funcionado comigo e que poderão experimentar para reforçar o vosso orçamento familiar:

 

1 - Arranjar um part-time

Esta é a mais óbvia. Para além do emprego convencional, podem sempre arranjar um part-time. Os supermercados e a restauração precisam, mais do que nunca, de pessoal que reforce a equipa, sobretudo ao fim do dia e ao fim-de-semana.

 

2 - Rentabilizar um hobby

Se me acompanham, sabem que me dedico à costura criativa. Aprendi sozinha, para confeccionar presentes nos tempos da austeridade, em que ficámos sem subsídio de férias e de Natal.

Actualmente, vendo peças por encomenda e em mercadinhos de artesanato.

Mais recentemente, aprendi a fazer sabão artesanal e a primeira experiência resultou...em esgotamento total da produção (agora vou ter de aumentar o preço para não trabalhar para aquecer, mas essa é outra história).

Há quem faça bolos, licores, tricot, peças em madeira, arranjos florais... acredito que todos temos apetência para uma arte. Só temos de investir tempo e paixão naquilo que gostamos.

 

3 - Preencher inquéritos on line

Já aprofundei este tema aqui.

Feitas as contas em relação  2019, rebati  154€ em prémios e dinheiro (e ainda tenho algum valor a acumular). Garanto-vos que, em meses mais difíceis, foi um verdadeiro balão de soro.

Os inquéritos podem ser preenchidos comodamente em casa ou nalgum intervalo do trabalho, pelo que me parece acessível a todos.

 

4 - Participação em passatempos

Todas as sextas-feiras (salvo situações de força maior), publico o conjunto dos melhores passatempos que encontro na net. 

A maioria são sorteios aleatórios, pelo que os prémios podem calhar a qualquer um. Pode ser uma oportunidade de evitar a compra de bens ou de presentes para oferecer, o que resulta sempre em poupança real. 

Há boas dicas sobre este assunto neste post sobre os meus 10 mandamentos dos passatempos.

 

5 - Vales de desconto e campanhas "experimente grátis"

Há marcas que concedem vales de desconto ou fazem campanhas em que restituem o valor dos produtos.

Caso sejam bens que consomem, é uma excelente maneira de poupar uns euros com facilidade (pode ler mais sobre este tema aqui)

 

6 - Cursos de Formação

Se pesquisarem na vossa área de residência, estão a decorrer cursos de formação financiados. Mesmo que trabalhem a tempo inteiro, há sempre horários pós-laborais em que pagam, pelo menos, o subsídio de refeição: 4,77 €/dia. Será sempre uma oportunidade de aprofundar conhecimentos e fazer aprendizagens para concretização de objectivos profissionais e pessoais.

 

7 - Fazer em vez de comprar

Na maior parte dos casos, fazer é sempre mais barato do que comprar. Ao longo do blog, são inúmeros os exemplos que tenho partilhado sobre produtos que deixei de comprar e passei a fazer: detergente, produtos de limpeza, produtos de higiene pessoal e cosmética... uma das grandes vantagens da Internet é o acesso ilimitado à informação. Basta procurar que está lá tudo!

 

8 - Vender e comprar em segunda mão

A venda de produtos usados não se limita ao OLX e ao Custo Justo. As lojas de artigos em 2ª mão estão em expansão (não só pela poupança económica mas sobretudo pela sustentabilidade ambiental) e o Facebook e o Instagram estão cheios de páginas com oferta de peças em muito bom estado.

É uma óptima oportunidade para comprar...mas também para vender aquilo que já não necessitamos ou deixou de servir.

A propósito, já conhecem a Micolet

 

E desse lado,  que dicas podem acrescentar?

Ficaria muito agradecida pelas vossas partilhas.

BOAS POUPANÇAS!