Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A 3ª face

Qua | 26.02.20

A pandemia do Coronavírus – já todos contraímos o medo

 

italy-coronavirus-epidemic-GettyImages-1208176848.

créditos

 

Confesso.

Quando surgiram as notícias do COVID-19, não liguei. Mais um pânico igual ao da gripe A ou das aves. Mais alarmismo do que consequências. Felizmente!

 

Mas agora é diferente!

Desconheço se o número de mortes já ultrapassou o das últimas epidemias. Mas o pânico sim!

Um bicharoco invisível está a virar o mundo de pantanas, com consequências imprevisíveis. Porque já percebemos que não é apenas uma questão de saúde.

 

Quando se fecham fábricas, centro comerciais e se esgota comida nos supermercados, é uma questão de saúde. Mas também de economia. Como se obtém lucro sem vendas? Quem paga salários? Como subsistem as famílias impedidas de trabalhar?

 

Quando se isolam grupos em quarentena e se suspendem actividades recreativas e viagens, é uma questão de saúde e de economia. Mas também social.

 

Quando governos se interpelam para defender o acesso a tratamento de compatriotas infectados, é uma questão de saúde, de economia e social. Mas também política.

 

E quando eu anseio que o meu filho regresse de uma viagem de estudo a um certo país antes que lá seja conhecido algum caso, é uma questão pessoal!

 

O nosso modo de vida está a mudar tão rapidamente quanto a propagação da doença.

E coisas tão simples como compras a granel e a eliminação de embalagens plásticas descartáveis poderão sofrer drásticos reversos.

 

Tenho medo do que aí vem. Não apenas pela doença mas pelos fundamentalismos que o pânico social implica.

E vocês, ainda se sentem seguros?

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.