Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A 3ª face

Qua | 30.12.20

Agradecer também pode ser um acto de egoísmo

 

agradecer.jpg

 

Quatro meses.

Há quatro meses que não escrevo e que raramente leio o que corre por aqui.

Sequei as palavras com a mesma geada que se faz sentir por estes dias.

Fiz Primavera por outros lados e pensei em não voltar. Tornar passado este pequeno blog e abandonar o lugar onde me senti tão feliz.

 

Todavia, de quando em vez, ia recebendo e-emails de pessoas que não conheço mas que me enchiam o coração de luz (na verdade, quem se preocupa com a nossa ausência, que pergunta pelas nossas dores e nos pede para reaparecer, não são desconhecidos, pois não?)

 

E por estes dias, depois de arrumadas as agulhas, tecidos, sabões e gessos perfumados a que me tenho dedicado intensamente nos últimos meses, ela assolou-me... 

...a enorme e incontrolável vontade de soltar palavras!

Essas, que se escondem, que amordaço quando prefiro não dizer o que sinto...que espalmo com outras prioridades...

 

E aqui voltei para agradecer por este ano.

 

Enquanto o mundo desabou lá fora, amuralhei-me: nenhum dos meus adoeceu, nada nos aconteceu, domei o tempo graças ao horário de trabalho reduzido e apesar dos mercadinhos de artesanato não terem acontecido, os meus hobbies renderam mais do que o esperado (à custa de trabalhos inimagináveis, tais como máscaras, bolsas para máscaras, porta-géis...)

Quando revisito os meus objectivos de poupança de há um ano (aqui), verifico que foram superados: há séculos que não tinha a conta bancária com saldo positivo, as poupanças foram superadas e o orçamento cumprido escrupulosamente.

Tanto que aprendi nestes meses!

Aprendi a dispensar o que nada me acrescenta, a valorizar ainda mais os pequenos milagres da vida, a sorrir por ver um pão crescer no forno.

Encontrei paz depois de saltar abismos.

Enquanto o tal mundo desabou lá fora e muitas famílias foram colhidas pela morte, doença, desemprego, ruína nos negócios... eu sinto-me egoísta.

Agradecer, no final de 2020, é puro acto de egoísmo.

Ainda assim, eu atrevo-me: obrigada por tudo o que ganhei. E sobretudo, obrigada por tudo o que perdi!

 

E obrigada pelo carinho de tanto vós, que me impeliu a voltar aqui. 

Até já!

 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    A 3ª face 30.12.2020

    Obrigada!
    Que seja um excelente ano para todos, cheio de motivos para agradecer!
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.