Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A 3ª face

Sex | 10.01.20

Desafio dos pássaros #17

 

Tema da semana: Luz e sombra

 

 

O cuco é um pássaro que não faz ninho nem cuida dos filhos. Tem mais que fazer.

Por isso, procura o ninho de outra ave e coloca lá o seu ovo.

 

Sei-o bem.

Desde que a minha mãe me abandonou que oiço as comparações.

- A tua mãe é como os cucos. Deixou-te no ninho dos avós e desapareceu.

 

E depois, vinha o comentário sobre o meu pai.

- O teu pai é um belo pássaro. Poisou, deixou a semente e foi-se embora.

 

Por isso, desde pequenina que, em momentos de extrema tristeza, acredito que sou um pássaro. E que voando, posso transformar-me naquilo que sou e fazer desaparecer a dor.

Subo para um sítio alto e lanço-me.

À conta disso, quebrei alguns ossos e iniciei o acompanhamento psiquiátrico.

 

Até hoje, nenhum especialista conseguiu contrariar a teoria do povo lá da aldeia.

A minha mãe é um cuco.

O meu pai é um pássaro.

Eu hei-de transformar-me em ave e voar…

 

Tal como combinado, os meus avós vieram hoje buscar-me ao hospital.

Estou de regresso ao ninho. Aquele que a minha mãe não fez. Mas que afinal sempre foi meu.

 

O internamento na psiquiatria fez-me bem.

Não pelo tratamento mas pelo que conheci.

Cada pessoa é um mundo de luz e sombra.

É sempre mais fácil escolher a sombra.

Mas descobri que quem luta e afronta a sua própria escuridão, descobre a luz.

 

Caminho entre o meu avô e a minha avó.

Envelheceram nestas semanas em que permaneci no hospital.

Dão-me a mão e um sorriso cheio de amor.

Se sou um pássaro, está na hora de abrir as asas.

Voar em direcção à luz.

 

Pela primeira vez, compreendo o significado do meu nome.

O mesmo da minha madrinha.

Na escola, era gozada e chamavam-me Pança.

 

O meu nome é Esperança.

E juro que hei-de ser feliz!

18 comentários

Comentar post