Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A 3ª face

Seg | 14.01.19

Dicas para coser tecido plastificado

IMG_20181112_232458.jpg

Já que passei o fim-de-semana a trabalhar com tecidos plastificados, lembrei-me de partilhar os meus truques para os coser.

Quem nunca experimentou, pode estar confuso. Mas quem já colocou um plastificadozinho na máquina de costura sabe.

O plástico agarra-se, o tecido não escorrega, os pontos ficam sobrepostos.

E não dá para desmanchar porque os buraquinhos da agulha ficam "até à eternidade" marcados no plástico.

Pela mesma razão não podemos colocar alfinetes.

O drama, a tragédia, o horror...

 

Com a experiência e a pesquisa, fui desenvolvendo alguns truques para conseguir um trabalho perfeito.

Aqui ficam, para quem se quiser aventurar.

 

1) Molinhas de plástico

Se não conhecem, são umas mini molas parecidas com as da roupa. Prendem bem os tecidos e substituem os alfinetes.

As molas evitam que o tecido deslize e não marcam o plastificado.

Vendem-se nas retrosarias e em sites de e-commerce.

 

2) Calcador

O calcador da máquina normalmente é de metal e agarra-se ao plastificado como as criancinhas se agarram às nossas pernas no corredor dos chocolates.

Há calcadores próprios que facilitam o trabalho: os de plástico. 

E não é que ajudam bastante?

 

3) Óleo

Mesmo assim,  o milagre está em fazer com que o tecido não agarre.

(Há vários truques que eu nunca experimentei por medo de estragar a máquina: o pó de talco e o creme Nivea)

Eu uso óleo do cabelo. Molho a ponta do dedo (apenas molhar e ir repetindo quando necessário) e vou deslizando no tecido, onde quero fazer a costura e também no calcador.

Se estiver a coser plastificado com plastificado, oleio ambos os tecidos para que o debaixo não se agarre à máquina. Basta fazer uma pinça com o polegar e o indicador e passa-se o óleo ao mesmo tempo.

 

4) Ponto largo

Se o plastificado já tem tendência para prender, um ponto estreito não vai ajudar.

E, de qualquer modo, não há risco do tecido desfiar.

O ponto ideal para o plastificado deverá ser o 3,5 ou 4 mm, consoante o gosto e o objectivo.

O ponto maior vai ajudar a máquina a puxar o tecido e a não ficar  no mesmo sítio.

 

5) Fita crepe

E se não podemos usar alfinetes nem alinhavar, então como fixamos peças, (como bolsos ou aplicações) no plastificado?

Eu uso fita crepe (de pintor).

Serve para marcar o sítio onde coser (se o tecido encostar à fita não corre o risco de ficar torto) e para prender, substituindo os alfinetes.

Esta fita prende bem mas não deixa resíduos de cola no tecido, sendo óptima para a tarefa.

E assim, o resultado fica perfeitinho, como se quer.

 

IMG_20181112_234148.jpg

 

E há por aí alguém que queira partilhar mais dicas?

 

6 comentários

Comentar post