Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A 3ª face

Qua | 01.08.18

Mitos desfeitos como prenda de aniversário

images (2).jpg

 

Há um ano atrás, numa longa madrugada, emaranhada em templates, dashboards e tags, enchi-me de coragem e dei vida a um desejo que me perseguia há quase dois anos. Criei um blog.

Sem ideias originais para o baptizar, decidi chamar-lhe A 3ª Face, explicando o significado no meu primeiro post.

Não sabia muito bem para quê nem porquê. Afinal, os blogues apenas serviam para substituir as antigas vizinhas: davam-nos conselhos, criticavam, conduziam-nos a pensar e a vestir dentro da norma, ajudavam-nos a ter vidas semelhantes à das influenciadoras, a copiar-lhes os vestidos, a ir a correr comprar a marca mais recente de cremes ou de sapatos.

 

Ao fim de um ano, paro para pensar.

Se não falo de nada disto, se não leio quase nada disto, porque raio aqui continuo?

E descobri que, em dia de aniversário, o meu presente foram vários mitos desfeitos.

 

1º) Os bloggers são distantes e, muitas vezes anónimos, pelo que não podem ser de confiança.

Mas foi com eles que descobri o que é a AMIZADE ESSENCIAL. Porque fiz verdadeiros amigos aqui, sem lhes conhecer a cara e o nome verdadeiro.  Saint-Exupéry ensinou-nos que o essencial é invisível para os olhos. Eu confirmei aqui.

 

2º) Os blogs só servem para divulgar marcas a troco de dinheiro, verdadeiras montras publicitárias, sendo uma espécie de prostituição dos tempos modernos.

Depois, em vez de artigos patrocinados e subtilmente comerciais, encontrei o inverso. Quem aqui só vem partilhar desabafos e pensamentos  que não revela nem aos amigos mais próximos.

Aqui encontrei sinceridade e transparência.

O âmago da alma humana.

Aqueles que traduzem em poemas ou prosa de grande beleza os seus maiores medos, desgostos, conquistas e felicidades.

Há quem transmita opiniões sobre o dia a dia ou sobre os acontecimentos do mundo e que, concordando ou não, me ensinam e de abrem novas formas de ver o mundo.

Há quem não resista em mostrar que a felicidade está na flor que fotografou ou no gato que tem ao colo.

Se também leio blogs de moda e lifestyle? Claro que sim. Mas não são estes que me prendem.

 

3º) Um blog só serve para ganhar dinheiro.

De facto, há quem ganhe dinheiro com o Blog e eu reconheço que é um trabalho como outro qualquer.

Mas eu, por exemplo, SÓ PERCO!

O tempo que lhe dedico poderia ser rentabilizado na máquina de costura, onde consigo fazer algum dinheiro extra. Ou a concentrar-me para concorrer a passatempos que exigem escrita criativa. Os meus prémios reduziram-se tanto no último ano...

Mas o prazer é sempre uma forma de gratificação e eu sinto uma Terceira Face realizada aqui neste espaço.

  

4º) Um blog expõe a nossa vida privada

No blog, só partilhamos o que queremos e da forma que queremos.

Podemos falar de nós sem nos expormos.

Ao ler blogs que relatam cenas familiares, não posso evitar remorsos por este meu cantinho ser tardio.

Poderia ter sido o depositário de momentos que passei com os meus filhos, que a memória vai desprendendo. Fotos eu tenho guardadas. Mas a descoberta do mundo vista pelos seus olhinhos poderia ter ficado aqui registada para sempre...

 

Criei este blog para preencher um vazio na massa cinzenta que surgiu, aquando de uma triste reviravolta profissional.

Mas mais que um hobbie, transformou-se num lugar de aprendizagem interior e do mundo exterior.

Porque a blogosfera e, muito em especial, o Sapo, é um lugar de partilha, de respeito, tolerância e aprendizagem.

E estes são também os meus valores.

Portanto, por aqui vou continuar...

 

 

 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    A 3ª face 02.08.2018

    Eu é que agradeço o comentário!
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.