Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A 3ª face

Sab | 13.01.18

Mudei da MEO para a NOS: episódio nº 6 (Um final quase feliz)

telec.png

Tenho ainda por concluir a minha novela, que comecei quando mudei da Meo para a NOS. E sei que estou em dívida para com um leitor, que deixou alguns comentários desesperados no meu último post e que vou tentar ajudar.

Mas precisei de tempo para me libertar deste pequeno pesadelo e avaliar o serviço da operadora antes de escrever o episódio final.

Como fui relatando, o meu tormento prendia-se com o péssimo serviço de internet porque não me instalaram a fibra, conforme havia contratado inicialmente.

Pois tive que ser eu a provar que tinha fibra! Apesar de enviar um mail com a localização da minha casa, o departamento de expansão não a conseguiu localizar e simplesmente arquivou o pedido, sem me avisar! (E pergunto eu: se me foram instalar o serviço no mês anterior, como não conseguiam agora encontrar a casa?)

Cheguei a receber dois telefonemas seguidos da NOS, de departamentos diferentes, com informações controversas, porque não há comunicação interna nesta empresa (bem, infelizmente não é só nessa)!

Depois de enviar as minhas coordenadas e fotografia do poste com a caixa da fibra, lá me confirmaram o óbvio: a fibra podia ser instalada.

Todavia, depois da instalação, o wi-fi não ficou muito melhor! Vai abaixo com frequência, é lento e tem pouco alcance.

Para que o meu filho regressasse aos jogos, foi necessária a persistência do pai, que passou fios do rés-do-chão até ao primeiro andar, para que o seu computador recebesse net por cabo. E aí sim, consegue-se 200 mega de net! Afinal, é tão só isso que a NOS garante: 200 mega mas por fio. Por wireless? Nem um décimo!

Quanto à internet móvel, concluo que a cobertura deixa muito a desejar, pelo menos na zona do Alentejo. No meu trabalho (dentro da cidade) passo horas sem sinal da net.

Mas, para pior, vamos deixar ficar assim até ao final do contrato. Depois se verá!

Neste processo, investiguei as possibilidades de reclamar pelo incumprimento do contrato ou mau serviço e podemos fazê-lo a várias entidades:

- DECO – se formos sócios, poderemos telefonar ou enviar mail.  Mas qualquer pessoa pode fazer atendimento presencial nos municípios onde existe atendimento da Deco (basta contactar a Câmara Municipal para saber se dispõem desta parceria);

- Provedoria NOS 

- ANACOM

- Gabinete Alternativo de Litígios

 

Saibam também, pela minha experiência, que desistir do serviço da NOS é uma tarefa hercúlea. Dificultam ao máximo, ameaçam e, atrevo-me a desconfiar que usam de má-fé. Isto, porque, para desistirmos, temos que receber um token (código) que vem por correio. A mim, nunca chegou. Pelo comentário ao meu post anterior, verifico que este cliente também não o recebeu. Todavia percebi que, se telefonarmos e pedirmos que nos ditem o token, o operador tem acesso a essa informação e pode-nos facultar! Há que insistir e não desarmar!

 

i

 

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.