Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A 3ª face

Qua | 24.10.18

O caso da alegada violação do Ronaldo: dos boatos ao estudo científico

 

maxresdefault.jpg

Eu juro que não queria falar disto. Tenho-me contido este tempo todo.

Afinal, não estava lá no quarto e tenho mais onde gastar os meus poucos neurónios do que a divagar sobre uma alegada violação do Melhor do Mundo.

 

Mas ontem, quando me fui deitar, o meu marido tinha a televisão sintonizada na CMTV… e eu apercebi-me que fizeram uma sondagem a 600 portugueses sobre o assunto.

E apresentaram os resultados segundo o sexo, a zona de residência, o clube de futebol com quem simpatizam.

Um estudo à séria. Científico. Tal como eu aprendi nas cadeiras de Metodologia Aplicada às Ciências Sociais e em Estatística.

Discriminaram a amostra, a percentagem de inquiridos em meio rural, em meio urbano…idades…tudo!

 

Eu já estava meio a dormir mas acho que ouvi que há mais sportinguistas que crêem na inocência do Ronaldo do que benfiquistas.

Fiquei contente. Afinal, nós, sportinguistas, somos mesmo boas pessoas!

Quem não confia não é de confiar, lá diz o ditado. E nós somos de confiança, caramba!

 

Mas tenho de criticar um bocadinho.

Acho que o inquérito pecou pela falta de uma pergunta. A que todos nós queríamos saber:

 

- O(A) sr(a) estaria disposto(a) a ser violado(a) pelo Ronaldo se a seguir ele lhe oferecesse 300.000 € para fechar a boquinha?

Essa pergunta, meus caros, é que eu tinha curiosidade de ver tratada estatisticamente!

(pois cá eu, desconfio que nem que pagasse o dobro dessa quantia ao Cristiano, ele me faria o favor de violar)

 

Enfim, sinal de que não existem temas mais importantes no país para serem tratados. Tal como as listas de espera de 3 e 4 anos para consultas de especialidade, no SNS, por exemplo…

2 comentários

  • Imagem de perfil

    A 3ª face 25.10.2018 09:23

    Totalmente de acordo! Isto é assunto de justiça, não serve de nada ser falado durante semanas, sem mais nada para dizer.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.