Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A 3ª face

Seg | 11.05.20

O conforto não é uma cotovelada

 

NEHospDom.jpg

 

 Num cenário imaginário, às vezes pensava em como seria um funeral nestes tempos  de distanciamento social.

Infelizmente, o que só acontece aos outros caiu inesperadamente na minha família e agora sei a que sabe a dor dentro da dor.

Quando alguém jovem parte precocemente e de maneira abrupta, resta apenas o conforto uns dos outros.  O carinho e o amparo que só o contacto físico pode proporcionar.

Agora, até isto o Covid nos tirou.

Não há beijos nem carinhos.

Os soluços ficam emaranhados atrás de um pano.

Os abraços incontidos têm o travo pecaminoso dos amores proibidos.

E uma máscara nunca conseguirá disfarçar o desespero de uma mãe que se separa assim de um filho.

O conforto, esse, faz-se agora com uma cotovelada e um aceno.

 

Resta rezar.

Pelo descanso de quem parte.

E pela saúde de quem fica.   

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.