Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A 3ª face

Seg | 06.01.20

Objectivos de poupança 20/20

 

piggy-bank-4516076_1280.jpg

 

Quando o assunto é poupança, o início do ano deve servir, acima de tudo, para estabelecer um novo orçamento e metas a atingir durante os próximos 12 meses.

O foco e a organização são determinantes para conseguir poupar e garantir um fundo de emergência e a preparação da próxima etapa familiar: a entrada do filho no mundo académico, colidindo com a frequência da filha mais velha.

E se não me precaver com antecedência, não há orçamento que consiga pagar despesas a duplicar.

Deste modo, passei a última noite do ano a analisar a minha APP de gastos mensais e a comparar com 2018.

E embora a evolução tenha sido positiva – à custa da supressão de férias e viagens – este ano deve servir para me manter no mesmo carril.

 

Assim sendo, defini 20 objectivos financeiros para 2020:

 

1 - Poupar 10% do rendimento anual: em PPR - com transferência mensal, para não ser tão difícil no final do ano- depósito com transferência mensal e mealheiro;

2 - Reduzir  10% dos gastos em supermercado: os meus gastos em 2019 subiram em relação ao ano anterior. Não percebo porquê mas vou comprometer-me a não ultrapassar os valores de 2018;

3 - Reduzir em 10% a conta da electricidade – vou começar por dar a contagem, coisa que não faço por desleixo. Mas espero que a substituição das lâmpadas LED tenham um impacto positivo;

4 – Não ultrapassar os 600 € em despesa anual com restaurante;

5 - Não ultrapassar os 700 € anuais em roupa (para toda a família);

6 – Comprar e vender roupa em segunda mão;

7 – Reduzir em 20% o custo pessoal com gasóleo – o que significa ir a pé para o trabalho mais vezes e planear menos deslocações ao supermercado;

8 – Reduzir em 10% o custo com presentes, com excepção dos filhos;

9 – Não ter o saldo bancário a negativo;

10 – Organizar a contabilidade da actividade de artesã – para ver se é desta que tenho real noção do que ganho;

11 – Participar em 5 mercadinhos de artesanato;

12 – Ganhar 2.500 € com o artesanato;

13 – Aplicar esse dinheiro na compra da máquina de lavar roupa e do sofá (não dá para adiar muito mais tempo);

14 – Ganhar, no mínimo, 300 € em prémios de passatempos e preenchimento de inquéritos;

15 – Elaborar ementas semanais;

16 – Ser mais DIY (do it yourself) e substituir a compra de produtos pela execução artesanal;

17 – Manter a previsão mensal das despesas para evitar sobressaltos;

18 – Não evitar e adiar alguns momentos de diversão, que também são imprescindíveis para o equilíbrio emocional (e que tendo a suprimir para proporcionar esses momentos aos meus filhos);

19 – Manter a anotação de todas as despesas e receitas diárias para avaliar resultados e mudar estratégias ao longo do ano;

 20 – Continuar a acreditar que melhores dias virão e que, um destes anos, vou conseguir tirar umas férias  decentes…

 

E vocês, têm real noção das vossas despesas e receitas anuais?

Definiram metas e limites para o orçamento?

Sabem em que categorias de despesa têm margem para poupar?

E querem mesmo poupar? Para quê? É que a poupança sem motivo, nunca irá resultar…

Identificam algumas competências que possam rentabilizar para ganhar um dinheiro extra?

 

Amanhã, darei algumas dicas que todos podem seguir para ganhar ou poupar uns euros extra.

 

19 comentários

Comentar post