Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A 3ª face

Sab | 17.08.19

Receita do meu óleo corporal

IMG_20190811_144726.jpg

 

Eu sou daquelas pessoas que aproveita as promoções e a acumulação de descontos. E que vai para os supermercados e compra grandes quantidades para poupar.

 

Há 2 anos, aproveitei uma campanha "Experimente Grátis" do Continente e com os cartões da família, consegui trazer cápsulas de detergente para a máquina da loiça a custo zero.

Ainda está por abrir a última embalagem de 72 cápsulas (com invólucro de microplástico).

 

O problema A diferença é que eu já não sou a mesma pessoa. 

Tornei-me adepta do desperdício zero e da diminuição da pegada ecológica.

E a minha nova pessoa alterou os hábitos de consumo: diminui ou deixei mesmo de comprar certos produtos em embalagens plásticas e poluentes, tais como vários detergentes e produtos de higiene.

 

Só há pouco tempo terminei o meu stock de cremes corporais e chegou a hora de fazer o meu próprio óleo corporal.

Tenho usado óleo de coco mas no Inverno fica sólido e é uma chatice espalhá-lo pelo corpo (a maior parte das vezes esqueço-me de o amornar na água do banho).

 

Portanto, fiz algumas pesquisas e escolhi  uma receita com óleo de jojoba (que é um produto que já tinha em casa).

 

A receita é bem simples:

 

- 6 colheres de sopa de óleo de amêndoas doces

- 3 colheres de sopa de azeite extra virgem (usei normal porque tenho grátis, embora se note um pouco o cheiro)

- 1 colher de sopa de óleo de jojoba (opcional)

- 7 gotas de óleo essencial de alfazema (ou outro óleo a gosto)

 

Homogeneizar bem num recipiente e guardar num frasco.

E está pronto a usar.

 

A quantidade foi perfeita para encher um frasco antigo de óleo de cabelo com doseador (à esquerda na foto).

 

 O óleo de jojoba é opcional mas são-lhe atribuídos muitos benefícios:

 

- ajuda a regenerar a pelo, devido à vitamina E;

- acelera a cicatrização de feridas, queimaduras solares e lesões, mesmo as decorrentes da radioterapia, devido à vitamina B5;

- tem acção antioxidante, pelo que tem efeitos anti-envelhecimento na pele;

ajuda a reabastecer a hidratação dos cabelos, melhorar a estrutura dos fios, tratar o couro cabeludo seco e combater a caspa;

- é um bom desmaquilhante natural.

 

Quanto ao óleo essencial de alfazema, escolhi-o porque gosto do aroma (AJUDA A DISFARÇAR O CHEIRO DO AZEITE) e tem várias propriedades benéficas. 

Mas todos os óleos essenciais têm benefícios, pelo que podem optar por outro da vossa preferência.

 

A prova final ficou a cargo do esquisito cá de casa - o meu filho.

Aprovou-o.

E por isso, passou no teste!

 

Há tantas pequenas coisas que podemos fazer em casa a preço reduzido e desperdício zero.  Não concordam?

 

Notas:

1- este post vem na sequência deste e deste.

 

2 - Como sabem, não sou especialista na matéria e limito-me a experimentar receitas que encontro. Gosto de citar as fontes e colocar os links com os devidos créditos. 

Todavia, apontei esta receita num papel e agora, de imediato, não consigo encontrar a fonte.

Se entretanto, a descobrir, colocarei aqui o link.