Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A 3ª face

Sex | 13.10.17

Reciclar bem e a terapia anti-stress (Comprometo-me a reduzir a minha pegada ecológica #4)

IMG_20171012_175102.jpg

 

Já se apercebeu do espaço vazio que enche os ecopontos? Se em casa, as embalagens de plástico, os garrafões de água, as caixas de cereais e de bolachas enchem tão rapidamente os nossos sacos de reciclagem, imagine o espaço desaproveitado dentro dos contentores do ecoponto!

A verdade é que andamos a atafulhar desnecessariamente esses contentores, deixando menos espaço para os outros resíduos a depositar, o que torna o sistema de recolha pouco eficiente.

 

É por isso que eu já me habituei a espalmar todas as embalagens possíveis e tornou-se a minha melhor terapia anti-stress: rasgo, desmonto caixas, salto a pés juntos em cima das embalagens mais resistentes - alivio as frustrações diárias e contribuo para melhorar o sistema de reciclagem.

 

Esta técnica também se torna perfeita para ocupar crianças que chegam a casa com as baterias ainda carregadas: deixe-as espalmar garrafas, rasgar cartão, desmanchar embalagens de Tetra Pak. E o que se vão divertir a saltar em cima dos garrafões de água?

 

E, não menos importante, estamos a poupar!

Sim, poupamo-nos a nós porque vamos menos vezes ao ecoponto e poupamos as deslocações das viaturas que transportam os resíduos porque não terão necessidade de esvaziar o ecoponto tantas vezes para levar uma carrada de ar dentro de uma dúzia de embalagens. E isso tem impacto nas emissões de gases para a atmosfera e no desperdício de combustível!

 

P.S. Na próxima semana, falaremos de tampinhas.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.