Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A 3ª face

Qui | 22.08.19

Sem saber onde gastar os 20 €

cnt.png

 

 

Quando este blog viu a luz do dia, imaginava-o sobretudo como uma montra de poupança.

Relataria aqui a minha engenharia consumista, ao conseguir gerir as acumulações de descontos para comprar a preços imbatíveis.

E  o meu marido, que trabalha em Lisboa e passa com maior frequência pelos grandes hipermercados, costumava levar a lista de compras e ir abastecer-se de produtos com grandes promoções.

 

Depois…

Depois eu fui mudando. Compreendi que, no fundo, apenas praticava uma estratégia de poupança consumista: embora a preços mais baixos, comprava. E em grandes quantidades, para aproveitar os descontos.

 E comprar, mesmo barato, implica gastar dinheiro, inevitavelmente.

E pressupõe desperdício. De embalagens, sobretudo!

 

Há dias, pedi ao meu marido para passar pelo Continente e trazer-me uns artigos para poder concorrer a um passatempo. Apenas isso.

 

De lá, telefonou-me muito impaciente:

- Olha, eu estive a ver o cartão e tenho um cupão de 5€ em 20 €. De que precisas mais?

 

Eu preciso de comida, pelo menos.

Mas com este calor não iria pedir alimentos que ficariam a torrar ao sol, dentro do carro.

 

- Vê se há cadernos escolares em promoção - respondi.

 

Havia. Mas o total não chegava aos 20 €.

- O que compro mais?

 

Silencio.

Há dois anos atrás, eu precisaria de detergentes, shampoo, gel de banho, desodorizante, pensos higiénicos, guardanapos e cremes corporais às carradas.

Mas agora não.

 

Silêncio.

Eu sem me lembrar de nada.

 

- Mas não precisas de mais nada?

 

Silêncio.

 

- Olha, levo ração para a cadela! Adeus.

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.