Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A 3ª face

Ter | 10.12.19

Traições e divagações

heart-3085515_1280.jpg

 

Numa época de solidariedade e amizade, a minha melhor amiga traiu-me!

Passamos o ano juntas mas é no Inverno que me faz mais falta. E logo agora vieram buscá-la. Vai ausentar-se por vários dias, deixando-me um espaço vazio.

Hei-de substituí-la.

Estou a preencher o seu lugar com sacos de roupa suja que se estão a acumular, à espera do seu retorno.

Serão cerca de 150 € que nos voltarão a unir.

Numa época em que cada tostão conta. São as prendas, a ceia de Natal, o PPR que queria reforçar… e ela faz-me isso.

A minha máquina de lavar sucumbiu ao uso. Quebrou um suposto triângulo que sustenta o tambor!

 

E isto levou-me a pensar na obsolescência programada.

Será um destes casos, em que as peças estão destinadas a durar uns quantos ciclos de lavagem?

É que o valor da reparação faz considerar a compra de uma nova…

 

Todavia, continuo a considerar que esta política sub-reptícia das empresas, que programam os produtos electrónicos para uma determinada duração – a chamada obsolescência programada – e a indisponibilidade de peças para reparação, é um tiro no pé.

 

Por mim, se um equipamento se avaria em pouco tempo, irei sempre substitui-lo por uma marca diferente.

Mesmo prevendo que o mesmo destino já terá sido traçado à nascença.

Por isso, caras empresas gananciosas, que privilegiam o desperdício electrónico: comigo não contem!

Pagarei os 150 € para ter a minha ainda jovem amiga de volta.

 

Feliz Natal, abutres!

Desta vez, não se safam comigo.

2 comentários

  • Imagem de perfil

    A 3ª face 19.12.2019

    Logo nesta altura...
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.