Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A 3ª face

Qua | 20.02.19

Uma chazada na poupança

 

Apesar do sol, o Inverno ainda convida a um chazinho quente e reconfortante.

Há quem consuma quantidades industriais. Como na minha casa, por exemplo.

A sociedade consumista habituou-nos a usar as saquetas... fáceis de usar e deitar fora.

Normalmente, cada saqueta traz um invólucro individual de papel ou de plástico. Por sua vez, dentro de uma caixa de cartão. Às vezes selada novamente com plástico...desperdício, sobre-embalagem...já pensaram?

Obviamente que não vamos esperar que seja barato, não é?

E se bebemos muito, a despesa mensal acaba por ser relevante.

 

Como conseguimos poupar nos chá?

 

Algumas dicas que sigo:

 

- Fazer infusões de ervas, como chá príncipe, limão e lúcia-lima.

Eu tenho a sorte de tê-las grátis.

Mas se comprarmos a granel, eventualmente em mercados, sai muito mais barato.

E há sempre a possibilidade - para quem tem pelo menos um canteiro - de as cultivar.

 

- Para evitar o trabalho de coar o chá (que nos leva muitas vezes a optar pelas saquetas), basta comprar uma caneca com coador. Depois da infusão, retira-se o coador e o chá está pronto.

 

IMG_20190217_143754.jpg

 

- Quando não dispenso um chá forte, como o verde ou o preto, compro em pacote.

 

- Uso a colher-infusora, que substitui a saqueta.

 

- O pacote da imagem foi comprado com desconto, na Goodafter.

 

IMG_20190217_144045.jpg

 

As folhas utilizadas não têm necessariamente de ir parar ao lixo:

- São um excelente fertilizante, que pode ser colocado nos vasos ou no jardim.

- são compostáveis.

- se pesquisarem na net, vão encontrar infindáveis usos para o chá usado, desde limpeza e recuperação de móveis ao artesanato (envelhecer papel e tecido, por exemplo).

 

E podem sempre fazer uma reinfusão, orientando-se por esta tabela:

tab.png

Créditos

 

O que mais importa é poupar no orçamento mensal e, sobretudo, lutar contra o desperdício.

E, por amor à Natureza, não usem cápsulas de chá, feitas em plástico. Prometido?

 

E já agora, vai um chazinho?

 

 

 

50 comentários

Comentar post