Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A 3ª face

Qui | 21.03.19

Vamos abrir outro mar...

 

 

"Tanta água nos separa
Tanta água e basta um passo
P'ra que a morte esconda a cara
Ao sentir o nosso abraço"

 

Em 1985, assisti à primeira grande iniciativa de solidariedade em Portugal.

À boleia da Band-Aid (formada um ano antes),  o país uniu-se para ajudar Moçambique ao som de um grupo de artistas que entoava a canção "Vamos abrir outro mar".

 

Recordo-me de um programa da RTP que durou um dia inteiro, em que as pessoas davam donativos em dinheiro e bens. A pirâmide de bens doados,  que apresentaram no final, era tão grande que ainda hoje me sinto impressionada.

 

Infelizmente, Moçambique tornou-se, desde a semana passada, num inferno inimaginável.

Independentemente das desconfianças e dúvidas sobre a utilização de donativos, acredito  que é nossa obrigação ajudar. Basta um pouco de muitos!

Em comunicado, o embaixador moçambicano em Portugal, sublinha especificamente a necessidade de "produtos alimentares enlatados, com período de validade prolongado"; "produtos para o tratamento de água, produtos de higiene e limpeza", assim como "apoio monetário".

Os produtos devem ser enviados para a sede nacional da Cruz Vermelha Portuguesa, no Jardim 9 de Abril, 1249-083 em Lisboa, e os donativos em dinheiro para a conta com o IBAN PT50.0010.0000.363191100017.4 ou por pagamento de serviços para a entidade 20999, com a referência 999 999 999.

(notícia aqui)

 

É tempo de abrir outro mar e  fazer outra ponte cá dentro do peito!

 

E se fosse connosco?

 

 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    A 3ª face 24.03.2019

    De facto, não bastava a pobreza do dia a dia...
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.